2 de março de 2010

Vísceras

Meu bicho interior se alimenta do riso das hienas mais perversas e do pranto das crianças de peito. Deleito-me com elas...

Meu exterior é pura viagem. Tem estrelas cadentes nos olhos, canto de boca, expressão asfáltica com vento nos cabelos molhados.

2 comentários:

Tarco Lemos disse...

easily written loosefingered chords!

Crys Bueno disse...

O meu favorito....sempre!